domingo, 13 de abril de 2008

Riot Grrrl

Bom, hoje vim falar um pouco sobre esse movimento chamado “Riot Grrrl”, exatamente um pouco, pois pretendo não entrar em muitos detalhes para não ficar uma coisa chata, pois sei que ninguém tem paciência de ficar lendo textos grandes pelo computador.
Riot Grrl é um movimento que junta fanzines, festivais e bandas de punk/hc e feminismo. Esse movimento aconteceu nos anos 90, com a intenção de mostrar que mulher também podia fazer rock usando a idéia de "não importa se você toca be
m ou não, o importante é ter algo a dizer". Então começaram tocar instrumentos que antes eram visto como instrumentos utilizados apenas por homens como guitarra/baixo/bateria. Elas eram conhecidas por atitudes chocantes e de protesto para responder às atitudes machistas.

Podemos ver algumas bandas que influenciaram bastante o meio, como: Bikini Kill, Bulimia,Bratmobile, Dominatrix, Suffragettes....

Está disponível o DVD: “Don't Need You: The Herstory of Riot Grrrl” realizado por Kerri Koch, é um documentário sobre o movimento riot grrrl contendo entrevistas, cartazes, fotografias das bandas, etc.

Há também alguns shows que acontecem todo o ano relacionados às bandas femininas/feministas como o LadyFest Brasil e Festival de Rock Feminino ambos no estado de São Paulo e temos um festival menor aqui em Brasília chamado Go Go Girls, entre outros espalhados pelo Brasil.

Já passou a época de garotas rebeldes e nervosas fazendo um rock de qualquer jeito, hoje há mais apoio e aceitação das pessoas sobre esse tema, mas isso não que dizer que ainda não exista um certo preconceito, ele está muitas vezes camuflado. E como vocês podem ver há várias muitas maneiras para combater isso, seja fazendo um zine, um show, uma banda ou simplesmente trocar idéia com alguma pessoa mal informada, não precisamos nos separar pra mostrar que também podemos fazer um bom rock e contribuir para o meio underground. Basta você ser sincero com aquilo que faz e acredita, sendo tolerante perante as diferenças não só entre homens e mulheres, mas entre uma forma de pensar e outra.



E para continuar, vou falar mais um pouco sobre a banda “Kaos Klitoriano”, que por sinal curto muito.

O “Kaos” começou junto com o movimento na década 90, e estavam praticamente sozinhas na cena brasiliense, pois não existia outras bandas no movimento de punk/hc. Lançaram um split em 2000 numa coletânea. Em uma entrevista dirigida por Amarildo da zine Osubversivo, a Adriana (que hoje em dia toca na banda, Terror Revolucionário, Besthoven e está com outro projeto vindo por ai) diz que, antes de ser uma banda, é uma idealização de um sonho antigo de grandes amigas, de realizar um projeto feito apenas por mulheres tocando HC e podendo expor assuntos sobre feminismo. O nome “Kaos Klitoriano” significa a humilhação da mulher, a invisibilidade, inferioridade, a violência, objeto de procriação, “é o Kaos” da existência da mulher dentro da historia. E ‘clitóris’ é uma palavra forte ligada às mulheres.
Seus ‘riffs’ são rápidos assim como um verdadeiro HC tem que ser, seu vocal cantado e gritado alguma vezes, acabam ficando bem acidas com suas letras que falam sobre aborto, política, amor livre e derivados. A banda, pelo que entendemos parou/terminou, mais no coração da molecada que tem aquela música na cabeça que chega a se tornar vicio (“Kaos kaos kaos, klitoriariano.. é o kaaaaooos KLI-TO-RI-A-NO!”), ainda tem esperanças da banda voltar a ativa.

Sem mesmo fazer muita divulgação da banda, elas conseguiram ganhar um grande espaço nesse meio ‘underground’ brasiliense por assim dizer.

Membros: Adriana (Vocal/Baixo)
Ana (Guitarra)
Carla (Bateria)

Para ouvir: Myspace (clique em cima para acessar o link)

Para baixar: Download (clique em cima para acessar o link)

Comunidade: Kaos Klitoriano (clique em cima para acessar o link)






5 comentários:

Lais - MxAx disse...

Ficou muito bacana a pequena história sobre o riot grrls! E pô KK, muito bom!
Queremos amor livre (3x)
Livre(4x)
hahaha! Bom demais! ;D

soror disse...

eba. eu tava pensando em fazer um post sobre o kaos. pô primeira banda com meninas que vi na vida. lembro que queria muito o disco e juntei uma graninha e quando consegui foi a maior felicidade. hehehehehehe
valeu pelo post!!

OsubversivO zine disse...

kaosssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssssss

tHais Felscherinow disse...

do caralho ; %#¨YRG#%@$
Principalemte o post do kaos ,
muito boa!

Anônimo disse...

AMO THE RUNAWAYS<--totalmente riot grrrl.
;*